sábado, 30 de julho de 2011

Poesias não escritas

Solidão não é um momento ineficiênte,


É um estado de ser onde você se torna gente.





A mentira surge quando dizemos a verdade,


Porque nunca mostramos nossa verdadeira face.




O sono é um momento mágico,


Vulnerabilidade de humanos, que trágico.



Guerra é como não ter ar para respirar,

Te sufoca, te mata, te faz parar de sonhar.





O erro é como os espinhos de uma rosa,

Perigosa e ao mesmo tempo suntuosa.



A desumanidade de pessoas inconsequentes,
Sempre acaba em repressão de delinquentes.



O Inferno é mais do que fogo, sofrimento e dor,
É ver o rosto de pessoas sem alma e sem cor.



O final está próximo e é apenas o início,

Da eternidade para quem tem um passe vitalício.







A fome instiga nosso corpo a reagir,
Pena que o homem prefere dormir.



A necessidade não deve deixar de ser,

Afinal dela que vem o impulso que me leva a você.



Amor para mim era algo difícil de ser possível,

Mas em você, Jesus, é algo visível.













-----------------------------------------------------------------------------------------













Um comentário:

  1. Oi,amiguinho(achei legal seu blog),visite/siga o Blog do XANDRO(meu blog)vc vai gostar!;)

    http://blogdoxandro.blogspot.com/

    ResponderExcluir